Meditação

Estamos na etapa introdutória de uma jornada interior. Nessa página você encontrará orientações bem detalhadas sobre técnicas de meditação - um chamado para redescobrir um mundo interior livre, criativo e sagrado.

 

A meditação é um estado de contemplação silenciosa, consciente e alerta. Um convite para se reconciliar com o seu observador interno, a testemunha permanente e silenciosa que é o seu verdadeiro Eu. É se observar sem julgamentos, não se identificando com os conflitos mentais e emocionais.

 

O objetivo essencial da meditação é a iluminação, o retorno à nossa essência, o estado de pura consciência, verdade absoluta e bem aventurança por meio da pacificação da mente.

 

Mas, quando tentamos aquietar a mente, podemos nos surpreender ao perceber o quão tumultuada ela pode ser, repleta de pensamentos negativos, imagens, memórias, sons e sensações físicas ocupando espaços nobres, retardando ou impedindo a sua evolução e trazendo sofrimento para você e para o mundo ao seu redor.

 

A meditação traz saúde mental, emocional e física. Praticamos para conquistar uma conexão com o momento presente, livres do turbilhão dos pensamentos, dos condicionamentos, da ignorância, do medo, da ansiedade.

 

Outro aspecto da prática é o estímulo aos pensamentos benéficos e saudáveis relacionados à compaixão, à igualdade, ao amor, as sementes para sentimentos positivos. A meditação evoca o nosso curador interno que tem o poder de acolher os sentimentos negativos e transmuta-los em graça e vitalidade, purificando os nossos motivos íntimos e singulares.

 

O sucesso de uma sessão de meditação depende de vários fatores como o seu estado mental antes da meditação, nível de estresse e cansaço físico. Assim, algumas práticas são muito boas, outras nem tanto. Não tenha uma grande expectativa, principalmente se você for um iniciante. Quanto mais você praticar, melhores serão as práticas. Seja gentil e paciente com você mesmo.

 

Um estilo de vida saudável favorece ao estado meditativo. A prática de atividade física, principalmente o Yoga, auxilia o corpo a conquistar conforto na postura imóvel e estável para a meditação. A alimentação saudável, variada e colorida, rica em alimentos frescos in natura, principalmente frutas e verduras, também favorece ao desenvolvimento meditativo.

O seu espaço de meditação

O essencial da prática de meditação é desenvolver a disciplina de sentar-se confortavelmente mantendo a atenção plena em você mesmo e na respiração.

 

A meditação pode ser praticada em praticamente qualquer lugar e você não precisa de muito para meditar. Uma almofada ou cadeira são suficientes. Mas, se for possível, é recomendado um quarto ou sala específicos para a meditação. Esse espaço deve ser confortável, limpo, organizado e isolado de distrações. Se você deseja criar um espaço mais elaborado com objetos de inspiração, fotos, incensos, eles podem ser de grande ajuda. Mas não se distraia do objetivo da prática: a meditação.

Prepare o ambiente: se agasalhe e feche as janelas se estiver frio, abra se estiver calor, desligue os telefones ou os eletrônicos que possam distraí-lo.

Postura

O corpo físico representa a nossa natureza animal e o veículo denso da nossa consciência que é a nossa natureza divina. A meditação unifica esses dois aspectos, evocando o nosso ser original a expressar livremente a sua luz e plenitude.

 

É necessário que o corpo coopere com a prática meditativa, por isso treinamos uma postura confortável e estável, imóvel de forma que a energia vital possa fluir livremente e que o corpo  deixe de demandar atenção da mente, na forma de movimentos, tensões e distrações.

 

Com o tempo, a prática trará o equilíbrio entre o corpo, a mente e a energia vital.

 

Se você é um iniciante, não precisa fazer um grande esforço para se sentar em uma postura de yogui.  Apenas sente-se confortavelmente em uma cadeira com os pés apoiados no chão. Mantenha a coluna ereta, mas, não tão rígida para não ocorrer tensão ou desconforto. Descanse as mãos sobre as pernas em qualquer posição simétrica, equilibrada e estável, em repouso, mas, não fique relaxado demais para não cair no sono.

 

A seguir, a cada comando, acomode o seu corpo calmamente na postura, mas fique alerta, não deixe a sonolência se instalar:

Se você deseja desenvolver a postura ideal para a meditação, siga as próximas instruções. Essa postura vai se desenvolver a cada dia com a prática. Persista até encontrar conforto.

 

1. Sente-se no chão sobre um tapete ou tecido apoiando o cóccix em uma almofada de modo que a bacia fique mais alta do que os joelhos. Cruze as pernas em postura confortável, respeitando os limites do seu corpo. Os homens posicionam o pé esquerdo próximo ao púbis e mulheres o pé direito;

2. Com as pernas cruzadas, as plantas dos pés devem se voltar pra cima;

3. Equilibre o seu tronco no eixo entre o umbigo e o osso púbico;

4. Mantenha a coluna ereta e a cabeça firme, incline o queixo levemente para frente e pra baixo (os ombros se distanciam das orelhas e a cabeça fica sustentada: ela não cai nem pra frente nem pra trás);

5. Mantenha os olhos entreabertos, relaxados, sem pressão nenhuma;

6. Umedeça os lábios, mantenha a boca relaxada, a mandíbula solta e a língua apoiada nos dentes frontais ou, se estiver muito agitado, entre o palato mole e o duro, lá no céu da boca;

7. Apoie as mãos em Chin Mudrá sobre os joelhos (o dedo indicador, representando a consciência humana, e o polegar, representando a consciência universal, se tocam e os outros dedos permanecem esticados com a palma das mãos voltadas pra baixo).

 

Inspirando
Expirando

Qualquer que seja a sua postura, coloque as palmas das mãos unidas no centro do peito (com as pontas dos dedos voltadas para cima e os antebraços em linha paralela com o solo). Esse gesto é uma saudação que transmite cordialidade e boas intenções.


Mentalizando e reverenciando (da forma que lhe seja mais devota e reverente) a presença de grandes mestres, de grandes seres - evocamos a sua luz e as suas bênçãos sobre nós.


Retome a postura inicial com as mãos descansando sobre os joelhos.

O que fazer com a minha mente?

A meditação é um estado de espírito, e não uma ação.
Focando a atenção na respiração, é possível serenar ou tranquilizar a mente e melhorar a concentração. O objetivo é perceber a respiração enquanto ela entra e sai do corpo. Momento a momento.

Sentiu-se bem? Nada mal para 5 minutos. E fica melhor com a prática.
   
Existem vários tipos de distrações: pensamentos, visões, sons, dor nos joelhos, dor nas costas, coceiras. Boas memórias. Más memórias. Lembranças de pessoas e coisas com as quais você não entrava em contato há tempos.

Se você se distrair, não fique bravo ou frustrado. Essa é a natureza da nossa mente. E a percepção dessa natureza é um sinal de progresso. A melhor forma de lidar com essas distrações é não se entregar a elas nem tentar repeli-las. Simplesmente perceba-as e retorne para a concentração na respiração. Tenha paciência com a sua mente enquanto ela vagueia.

 

Gentilmente, traga-a de volta à respiração.

Não se esforce demais. A meditação deve ser uma prática prazerosa, relaxante e inspiradora. Não considere a meditação uma tarefa. Se começar a sentir-se frustrado por uma aparente falta de sucesso na meditação, faça uma pausa, caminhe um pouco, respire e tente novamente em outro momento mais calmo.

Com a prática, você pode ir aumentando o tempo progressivamente, de forma gentil. Não tente passar de 5 minutos para 25 minutos repentinamente, isso pode ser frustrante e desconfortável. Não tenha pressa. Seja persistente e constante. Aos poucos, mas perseverante.

Você pode progredir a partir dessa orientação inicial de 5 minutos e repeti-la várias vezes fazendo um intervalo de 1 minuto para esticar as pernas e reconstruir a postura, evitando cansar o corpo. Sugerimos a prática diária de 20 minutos, mas, o tempo ideal será definido por você.

Para ampliar a prática, tem mais 7 áudios de diferentes meditações no meu perfil do Soundcloud. O aplicativo insight timer também é uma excelente ferramenta. Experimente.

Namastê.

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube
  • SoundCloud Marise Berg
  • InsightTimer Marise Berg

Marise Berg Nutricionista

Página administrada por Co-labore - Produção de Conteúdo