top of page

Saiba como usar as especiarias e massalas

Atualizado: 24 de out. de 2022

A maior contribuição do ayurveda para a nossa dieta moderna é o resgate do uso de especiarias, que nos permite preparar refeições naturalmente saborosas transformando pratos simples em experiências sensoriais intensas.


Ervas e especiarias são alimentos de origem vegetal em forma de folhas, frutos, sementes, cascas, caules, raízes ou resinas utilizadas na culinária mundial como aditivos naturais para agregar aroma e sabor, além de conservar os alimentos e bebidas. As especiarias compreendem as sementes, raízes, resinas, enquanto as ervas são folhas e flores aromáticas.


O uso das especiarias e ervas como aditivos alimentares naturais é uma tendência global indispensável para o planejamento de cardápios saudáveis e apetitosos. Atualmente, o Ministério da Saúde brasileiro recomenda o resgate do sabor natural como atributo de uma alimentação saudável especialmente porque o incremento do flavor (sabor e aroma) possibilita a redução de sal e açúcar adicionados às preparações. Muito perfumadas, as especiarias têm lugar de destaque emtodas as receitas para despertar o apetite e enriquecer os sentidos ao acentuar as características sensoriais inatas dos alimentos,

fortalecer o ciclo completo da digestão e proteger o organismo.


Pela utilização em pequenas quantidades, não adicionam macronutrientes e energia significativos à dieta (por isso não engordam!), mas fornecem vitaminas e minerais, além de uma extensa variedade de compostos bioativos. Em geral, estimulam a produção de enzimas, promovem a circulação, o movimento do trato gastrointestinal, rejuvenescem, funcionam como anti-inflamatórios e inibem a peroxidação lipídica, prevenindo inflamações e doenças cardiovasculares. Algumas especiarias picantes, como o gengibre, têm efeito termogênico, ou seja, melhoram o desempenho do metabolismo ao gerar calor.


Por serem aromáticas e saborosas, as especiarias picantes aguçam a atenção da mente aos processos da digestão.


Também são indispensáveis para certas cerimonias religiosas e na preparação de chás, óleos, vinagres, sais, pós, xaropes, pastas, unguentos, cosméticos, cataplasmas, compressas, incensos, destilados e medicamentos.


Seja para revigorar receitas, para dar um toque especial às refeições, com propósito terapêutico e até mesmo para arranjos florais, há especiarias para todos os gostos. Podemos cultivá-las em casa em pequenos vasos, em hortas comunitárias, nas escolas

ou adquirir em feiras e mercados na forma de folhas e raízes frescas ou sementes e folhas desidratadas.


Alho e cebola podem ser consumidos com moderação desde que cozidos. Primeiro para evitar a monotonia. Com tantas opções, por que acrescentá-los a praticamente todas as

preparações ofuscando os outros sabores com a sua excessiva pungência? E segundo porque, a despeito de suas características digestivas e terapêuticas, para a ayurveda o alho e a cebola são permeados por uma energia chamada tamas, que representa a inércia, a escuridão, a inconsciência, a ignorância e a confusão. Por isso, yogues e praticantes avançados de meditação os evitam. Alimentos tamásicos são pesados para a digestão, tem odor e sabor muito pronunciados. Dessa forma, essas especiarias devem ser consumidas moderadamente e cozidas para amenizar o sabor excessivamente picante.


As massalas são combinações de duas ou mais ervas e especiarias em grãos ou pó. São exemplos de massalas internacionais e tradicionais: curry, garam massala, chai massala, assim como o bouquet garni, ervas de provence, pach poran, la kama e zahtar.


Uma prática comum no Ayurveda é o uso de massalas como aditivos alimentares com função terapêutica individualizada. Basta montar a sua própria massala em pó de acordo com as suas necessidades e polvilhar sobre as refeições. Essa abordagem é muito prática, porém, tem a desvantagem de gerar a monotonia ao conferir o mesmo sabor, ainda que intenso e especial, a todas as preparações.


Um cuidado especial deve ser dado à ingestão de especiarias. O sistema digestivo dos indianos e praticantes de ayurveda está adaptado à alta ingestão rotineira dessas plantas, incluindo as pimentas. Mudanças bruscas na alimentação podem gerar estresse e frustração, e a inclusão de grandes quantidades de novas espécies pode causar alergias e aversões. É preciso fazer mudanças gradativas e observar os efeitos de cada nova substância na dieta.


De acordo com a ayurveda, todas as especiarias são digestivas e aromáticas, cada uma tem funções biológicas e aplicações gastronômicas especiais, inclusive na forma de antídoto para efeitos indesejados dos alimentos.


Trecho do livro O céu da boca https://www.mariseberg.com.br/o-ceu-da-boca


Assista aqui alguns vídeos sobre as especiarias






Veja como se prepara um autêntico Chai Massala!



Agora, um autêntico Chai Massala nas ruas da Índia!



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page